Cidades da Baixada Santista recebem Selo Cidade Verde de inspeção em frotas do transporte público

Mais sete cidades do Estado de São Paulo ostentam o selo do Movimento Cidade Verde, que certifica as ações para controle da emissão de poluentes na frota de transportes de passageiros. A solenidade ocorreu nesta sexta-feira (22/7), na Unidade Operacional de São Vicente do Serviço Social do Transporte (SEST) e Serviço Nacional de Aprendizagem do Transporte (SENAT), reunindo diretores, gestores e autoridades de sete cidades da Baixada Santista: Santos, Praia Grande, Peruíbe, Cubatão, Guarujá, São Vicente e Bertioga.
O Selo Cidade Verde integra o Programa Despoluir, numa iniciativa conjunta da FETPESP – Federação das Empresas de Transportes de Passageiros do Estado de São Paulo com a Confederação Nacional do Transporte (CNT) e o SEST SENAT, com apoio da Mercedes Benz. Na Baixada Santista, região com mais 1,7 milhão de habitantes, o índice de aprovação da frota é de 99%. Foram inspecionados 707 veículos nas modalidades urbano, metropolitano e fretamento, com apenas 5 reprovados. Os resultados sinalizam que a qualidade do veículo que transporta os passageiros nas cidades avaliadas está em consonância ao que se espera de uma frota que contribui com a qualidade do ar.

O Despoluir completou 15 anos e tem como finalidade reconhecer as iniciativas que promovam o controle das emissões de poluentes, resultando na melhoria da qualidade do ar, bem como no crescimento sustentável das empresas operadoras do transporte de passageiros. Outra finalidade do selo é reconhecer o empenho das prefeituras em assegurar boas práticas de gestão ambiente, por meio das empresas que operam a concessão do transporte público, reduzindo a emissão de gases veiculares, por meio das empresas que operam a concessão do transporte público.

Na cerimônia da concessão do selo, o presidente do Conselho Regional de São Paulo do SEST SENAT, Mauro Artur Herszkowicz, destacou que o programa Despoluir é credenciado pela Cetesb e reconhecido como um dos mais importantes no Estado de São Paulo. “Convido a todos os representantes das empresas que ainda não se utilizam do Despoluir e dos serviços que oferecemos a conhecer e desfrutar de tudo o que está disponível. A Federação congrega nove sindicatos no Estado de São Paulo. Precisamos das empresas participando da vida dos sindicatos e da Federação”.

Satisfeito com os resultados das ações na Baixada Santista, Herszkowic agradeceu o empenho de todos para tornar a certificação uma realidade na frota da região. “Minhas felicitações às empresas que estão recebendo essa honraria”.

A amplitude do Despoluir foi destacada pelo supervisor do Conselho Regional de São Paulo do SEST SENAT, Luís Rafael Cardieri Marchesi. Ele lembrou que existem três unidades do SEST SENAT na Baixada Santista, em São Vicente, Praia Grande e Guarujá, e que no Estado de São Paulo serão 31 até outubro. “Parabéns aos municípios que acreditam nesse projeto e estão aqui presentes. Essas cidades fazem parte de um seleto grupo, dos primeiros 10 municípios que participaram desta ação no Estado de São Paulo e que estão contribuindo para manter as cidades mais limpas”.

O coordenador do programa Despoluir, Anderson Oliveira, reforçou o gigantismo das ações que envolvem o Selo Cidade Verde, frisando que o trabalho se traduz também no compromisso com o meio ambiente e a mobilidade nas cidades, com números que impressionam e motivam o trabalho.

Em todo o Brasil, foram feitas 3.660.747 aferições em veículos, com 88,9% de aprovações. Foram atendidas 27.080 empresas em 24 estados. Existem 108 unidades operacionais do Despoluir rodando pelo Brasil e, agora, há lista de espera em algumas regiões, tamanho o sucesso do programa. Além da avaliação veicular ambiental, também é feita a análise da qualidade do diesel utilizado nos ônibus.

 “O Movimento Cidade Verde foi idealizado pela FETPESP para unir as empresas de transportes público, o SEST SENAT local e o poder púbico em torno do entendimento da sustentabilidade no transporte público. Essa placa é um reconhecimento às empresas pelo trabalho com a manutenção, a qualidade e a gestão das frotas, e aos prefeitos”.

 Foram entregues placas alusivas à concessão do selo aos representantes das prefeituras e das empresas cujos ônibus foram vistoriados: Expresso Luxo, Viação Piracicabana, BR Mobilidade Baixada Santista, Viação Rápido Brasil, City Transporte Urbano Global Ltda., City Transporte Urbano Intermodal Ltda. e Ultra S.A. Transportes Interurbanos.

 “Essa certificação mostra que um transporte coletivo de qualidade precisa estar alinhado à gestão ambiental do município. São ações que resultam em uma melhor qualidade do ar, mais saúde, bem-estar e mobilidade respeitando o eixo do Meio Ambiente dentro de uma boa prática de ESG. Com o Selo, damos mais um passo para consolidar essas ações e fortalecer esse trabalho com as políticas públicas”, afirmou Marcos Libório, secretário de Meio Ambiente de Santos.

 Para o secretário de Meio Ambiente de Guarujá, Antônio Lopes da Silva, a iniciativa da FETPESP demonstra o entendimento do empresariado nas questões que promovem a qualidade de vida e a preservação do meio ambiente, com destaque para as ações com propósitos. “É importante o empresariado entender que não se trata só do viés econômico, mas, sim, de um todo, de um benefício muito mais amplo. A questão ambiental é uma preocupação pessoal do prefeito e seguiremos buscando as melhores soluções para o desenvolvimento da cidade estar alinhado com a preservação ambiental”.

 Outro gestor satisfeito com a resultado do Despoluir é Halan Clemente, secretário de Meio Ambiente de Cubatão. “É muito importante recebermos essa certificação. Cubatão já é um sinônimo de recuperação ambiental e essa questão do controle de emissão de poluentes no transporte de passageiros está equacionada agora. O trabalho do SEST SENAT é crucial para a capacitação dos motoristas e técnicos, e é primeira opção do motorista quando se trata de qualificação”.

 Essa importância também foi pontuada por Elizeio Pereira de Araújo Júnior, gerente de manutenção da Ultra S.A. Transportes Interurbanos. “O Selo Cidade Verde é importante não só para quem usa e opera o transporte de passageiros, mas para cidade toda. Tivemos todo suporte do programa Despoluir e conseguimos os melhores resultados na redução da poluição a partir da frota. Antes, entrávamos na garagem e o cheiro era de óleo diesel queimado, mas, agora, não sentimos mais esse cheiro. É uma mudança enorme e um motivo de orgulho para todos nós”.

 Edson Tadeu Attilio, diretor da City Transporte Urbano Global Ltda., também não esconde o sentimento de orgulho para todos da empresa pela conquista do Selo Cidade Verde. “Parabenizamos os colaboradores, acima de tudo, pois eles são os verdadeiros motores da nossa frota, que foi integralmente aprovada na inspeção”.

 As ações para a redução da emissão de poluentes pela frota já fazem parte da rotina na Viação Piracicabana e BR Mobilidade Baixada Santista, como explicou Alceu Cremonesi Junior, diretor das empresas. “Somos totalmente favoráveis às ações que contribuem para a redução da emissão de poluentes. Já tínhamos uma política agressiva nesse sentido, com programas internos transformar essa preocupação em uma cultura, com as boas práticas de ESG. A nossa frota tem um peso significativo na região e usamos toda estrutura do SEST SENAT para capacitar os nossos motoristas. Estamos orgulhosos com mais esse reconhecimento pelo empenho que sempre tivemos em mantermos uma frota que não agride o meio ambiente”.

 Também estiveram presentes o secretário de Meio Ambiente e Agricultura de Peruíbe, Eduardo Monteiro Ribas; o secretário de Transportes de Praia Grande, Leandro Avelino; o diretor de Mobilidade Trânsito e Transporte de Bertioga, Mario Marques; dentre outras autoridades e representantes locais.